Saúde | 05/04/2018
REDENÇÃO: Infarto agudo do miocárdio é o que mais mata no Brasil
Dados do DATASUS, afirmam que a doença é a primeira causa de mortes no País, isto devido a falta de diagnósticos. O cardiologista Cristiano Remor alerta para os cuidados
Dr. Cristiano Remor, formado pela ITPAC, com especialização em: cardiologia pelo Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo; Ecocardiografia e métodos gráficos pelo Diagnostico da América (DASA - SP) - atende todos os dias no Laboratório excelência Cardiolife em Redenção.
O Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) é a primeira causa de mortes no País de acordo com dados do DATASUS, Departamento de Informática do SUS, que registra cerca de 100 mil óbitos anuais devidos à doença. Em Redenção, na tarde da última segunda-feira (2) o mecânico José da Rocha Santos (42), após reclamar para a esposa que sentia dores no braço direito e que sua pressão estava baixa, caiu na porta de sua casa quando saiam para um hospital. Foi morte instantânea.

O caso de José da Rocha poderia ser diferente se ele mantivesse diagnósticos atualizados e os cuidados devidos, tendo em vista que sua mãe, pai e uma irmã já haviam morrido vítimas de infarto agudo do miocárdio, mas mesmo com essas ocorrências na família, foi constatado que José não dava muita importância para saber mais e se prevenir melhor contra um possível IAM. Sua esposa narrou que após ele beber um pouco no final de semana, na tarde do dia seguinte ele chegou a sua casa suando frio e falando que parecia que a veia do seu braço esquerdo havia sumido. “Ele ainda tomou um banho, mas na saída para o hospital caiu e logo já ficou sem vida”, disse Larissa Santos.

A dor do IAM se deve à redução de fluxo sanguíneo ocasionado pelo estreitamento ou obstrução de uma artéria do coração, impedindo que oxigênio chegue em quantidade adequada para as células cardíacas. Esse estreitamento se dá pelo acúmulo de gordura por dentro na artéria ou pela impactação (“entupimento”) de um trombo. Na região sul do Pará, ainda são poucos os cardiologistas disponíveis, sendo encontrados somente nas cidades polos como Redenção.

O médico cardiologista Cristiano Remor, da Clínica Cardiolife, em Redenção afirma que o atendimento imediato ao paciente aumenta as chances de sobrevivência e uma recuperação com um mínimo de sequelas. Para isso, é fundamental que, perante um quadro suspeito de IAM, o indivíduo acione o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ou procure imediatamente uma Unidade de Saúde ou Unidade de Pronto Atendimento. “Ao passar mal, o ideal é correr para o hospital, medidas heroicas em casa é perda de tempo, será melhor se o atendimento for feito no máximo em seis horas”, explica Dr. Cristiano. O tratamento pode ser clínico ou cirúrgico, dependendo de alguns fatores, como p
or exemplo, a extensão e a área do coração acometida.

DICAS IMPORTANTES QUE VOCÊ PRECISA SABER

Quais os principais sintomas que devemos ficar atentos?
Dor torácica com irradiação para braço esquerdo, mandíbula e região do dorso (costas); cansaço; epigastralgia (dor no estomago); sudorese fria; palidez cutânea, alterações na pressão.

Como evitar um possível IAM?
O Dr. Cristiano alerta, que precisamos adotar um estilo de vida saudável: com exercício no mínimo três vezes por semana; visita periódica ao medico cardiologista, exames cardiológicos de rotina para melhor elucidação diagnostica: Eletrocardiograma, teste ergométrico (teste de esforço) e ecocardiograma.

Quais os fatores que podem contribuir para inclusão de uma pessoa na lista de risco?
Hipertensão, diabetes, sedentarismo, tabagismo, obesidade, ingesta excessiva de bebida alcoólica, estreses, histórico familiar positivo para Doença Arterial Coronariana.

A partir de que idade uma pessoa deve consultar um cardiologista?
Peças com fatores de risco: Homem acima de 30 anos, mulher acima de 35. Adolescente é indicado em casos de queixa especifica cardiológica
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs