Esporte | 04/05/2017
CBF leva multa da Fifa e escapa de punição mais dura por gritos homofóbicos
O goleiro paraguai Anthony Silva foi alvo de gritos homfóbicos sempre que ia bater um tiro de meta
A CBF escapou de uma dura punição da Fifa ao levar apenas uma multa e advertência da entidade por conta de gritos homofóbicos da torcida brasileira em jogo da seleção contra o Paraguai, no dia 28 de março, no Itaquerão, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. A entidade terá que desembolsar 35 mil francos suíços (cerca de R$ 111 mil).
De acordo com a Fifa, o Brasil infringiu dois artigos (65 e 67) do seu Código Disciplinar. E foi punido por “conduta imprópria dos seus torcedores (por casos de gritos homofóbicos e uso de sinalizadores em campo)”. O valor da multa é o mais alto em comparação a outros países que também foram punidos por este mesmo motivo - a Argentina terá que pagar 20 mil francos suíços e o México, 10 mil, pelas mesmas infrações.
(Estadão)
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs