Noticiando | 06/04/2017
ARTIGO
REDENÇÃO: Repercussão negativa
Tem repercutido em Redenção a contratação do advogado que ganha mais que o próprio prefeito. E como se isso já não bastasse, na manhã bda última terça-feira (4), mais um fato chamou a atenção da população redencense, que foi a exoneração inesperada do Procurador Geral Do Município, Luiz Carlos Martins. O qual era veementemente contra a contratação do referido advogado, e esse seu posicionamento pode ter sido a gota d’agua para a exoneração do cargo que exercia.
Na manhã de domingo (2), o prefeito Iavé manifestou nas redes sociais em apoio ao advogado Reginaldo e na terça feita já assinou a demissão de Luiz Carlos, ficando evidente que a lamentável exoneração foi motivada pelos questionamentos acerca da contratação do procurador a preço elevado.
Na mesma manifestação social, ele (Iavé) se mostrou desfavorável aos atos realizados pelo Vereador Emerson Monsef (PMDB). O qual busca mediante requerimento protocolado na câmara dos vereadores, cópia integral dos trabalhos técnico-jurídicos porventura realizados pelo Sr. Reginaldo Mota, junto a Prefeitura Municipal de Redenção, bem como documentos comprobatórios de suas especializações.
Oportuno destacar que Redenção conta, ou pelo menos contava com 12 procuradores jurídicos. Sendo 04 procuradores concursados, 07 contratados e 01 procurador geral. Os quais inquestionavelmente atuam de forma fixa e contínua nas demandas do município.
A principal curiosidade da população é quanto às razões que culminaram na demissão de Luiz Carlos, mas Iavé não revelou por que rompeu com seu histórico e fiel escudeiro.

Roni Maia
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs