Atualidade | 02/12/2016
Desmatamento na Amazônia chega a quase 8 mil km² este ano
O desmatamento na Amazônia disparou no último ano, chegando a 7.989 km². É o mais alto valor desde 2008, ano em que o combate ao problema se tornou mais efetivo e as taxas anuais de perda da floresta começaram, gradualmente, a cair. E é a primeira vez desde 2010 que a destruição do bioma supera a marca dos 7 mil km².
Os dados do Prodes, sistema de monitoramento por satélite que fornece o balanço anual do desmatamento na região, foram divulgados nesta terça-feira (29) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).
O valor observado entre agosto de ano passado e julho deste ano (período em que é medido o desmatamento) é 29% maior que o período de agosto de 2014 a julho de 2015, que tinha registrado perda de 6.207 km².
O governo federal já trabalhava há alguns meses com a expectativa de que a perda da floresta iria subir muito além da média que tinha se estabelecido nos últimos anos e já estudava novas medidas para o combate ao desmatamento.
Na manhã da última terça-feira (29), o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, apresentou algumas dessas propostas, com novidades no Cadastro Ambiental Rural.
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs