Cidades | 06/08/2016
O trânsito de Conceição do Araguaia e a fiscalização do DETRAN
A história se repete ano após ano. A fiscalização do DETRAN em Conceição do Araguaia durante o badalado mês de julho divide opiniões e gera inúmeras polêmicas. É evidente que o trânsito conceicionense está caótico e carece de uma profunda reorganização, com planejamento e ações efetivas que proporcionem a segurança de pedestres e condutores. E isso requer comprometimento e parceria entre o poder público e os órgãos que compõem o sistema de segurança pública. E a fiscalização é apenas mais um dos mecanismos para ordenar o trânsito local – ela por si só não garante um trânsito mais humanizado.
Os problemas do trânsito de Conceição do Araguaia são inúmeros e se arrastam há vários anos. A cidade centenária atualmente não tem nenhuma rua em condições seguras de trafegabilidade, a sinalização é precária, a iluminação pública é pífia e a maioria dos condutores simplesmente ignoram as leis de trânsito, mesmo com o DETRAN fiscalizando com todo rigor e arbitrariedade, ou seja, está evidente que simplesmente punir (leia-se multar) os condutores não resolverá ou sequer amenizará as problemáticas do trânsito conceicionense. Apenas abastecerá os cofres do Estado.
A forma como os fiscais do DETRAN vêm atuando em Conceição do Araguaia nos últimos anos, especificamente nas últimas temporadas de veraneio, tem gerado mais alarme e revolta na população que propriamente respeito, situação agravada com o recente episódio no qual um servidor do órgão foi preso em flagrante acusado de exigir vantagem financeira para não multar um condutor. As ações dos fiscais do órgão estadual demonstram, pela forma como vêm atuando, que punir (novamente leia-se multar) é mais importante que conscientizar os condutores e organizar o trânsito.
E ao que parece, os agentes do órgão usam de estratégias peculiares para multar o máximo possível de condutores, como por exemplo, realizar blitz e rondas quase sempre no período noturno, se favorecendo da iluminação precária da cidade para flagrar o maior número possível de condutores desatentos as leis de trânsito e apreender veículos em situação irregular. Outra questão intrigante é que raras vezes fiscalizam a circulação de veículos automotores nas praias, submetendo os pedestres a riscos de serem atropelados nas praias e em raras oportunidades organizam o trânsito nas proximidades da Praia das Gaivotas e Beiradeiro nos dias e horários de maior movimentação.
O trânsito de Conceição do Araguaia carece e muito de mais fiscalização - e não somente durante o mês de julho e o período de Carnaval, mas o ano inteiro. O trânsito conceicionense precisa, urgentemente, de ruas em condições seguras de se trafegar, de ações estratégicas de conscientização dos condutores e pedestres, de sinalização, de limpeza e iluminação pública decente. O trânsito de Conceição do Araguaia precisa de investimentos e ações concretas de organização e moralização, e não apenas de um aparato de guardas indiferentes aos problemas do município e determinados a atuar com todo o rigor que a lei lhes permite.
(Delmiro Silva)
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs