Polícia | 17/12/2015
Professora de Cumaru do Norte teve morte premeditada
A professora Maria Helena foi morta a pauladas
De acordo com investigações da Polícia Civil, o assassinato da professora Maria Helena, de Cumaru do Norte, no sul do estado foi premeditado. A mentora do crime soube que a vítima também atuava como pecuarista e teria R$ 50 mil em sua conta bancária em decorrência da venda de cabeças de gado.
Com base nisso, ela e o companheiro planejaram o crime. No dia 8 de dezembro, Cleudiane Moura dos Santos telefonou para a professora, pedindo que ela viesse ao seu encontro, em Redenção, para lhe dar uma ajuda com um carro que havia enguiçado.
Ao chegar ao local do encontro, a vítima foi surpreendida pelo casal e o outro comparsa, que ainda não foi preso. Os homens portavam armas de fogo, entre elas, revólver, pistola e uma espingarda calibre 12mm e obrigaram a mulher a entrar no carro.
Eles seguiram com a vítima, no carro, em direção à Redenção, onde passaram a noite circulando pelas ruas da cidade. Enquanto esteve como refém, Maria Helena foi levada para uma região de mata, em Redenção, onde foi mantida por duas vezes, em pontos diferentes na área.
DINHEIRO
Os ac
R$10 mil que foram apreendidos com os homens que assassinaram a professora.
usados seguiram com a vítima para Conceição do Araguaia, para sacar o dinheiro da conta da professora Maria Helena. Eles tentaram fazer o saque em um banco, mas como o cartão foi bloqueado, a professora disse aos criminosos que pediria a um vizinho, que é pecuarista, para depositar a quantia de R$ 50 mil a título de empréstimo em uma conta fornecida pelos sequestradores.
O delegado Antônio Miranda explica que Claudiane e Lourival Gomes dos Santos usaram a conta fornecida por Mauricio Oliveira. “Maurício sacou R$ 50 mil. Do total, ele entregou R$ 40 mil ao casal e ficou com dez mil”, conta.
No dia seguinte, com o registro do desaparecimento da professora, a Polícia Civil tomou conhecimento de que a última pessoa que falou com a vítima foi o pecuarista.
CONFISSÃO
Assim, os policiais civis chegaram, na última segunda-feira (14) até Maurício Pereira, morador em Conceição do Araguaia. Ele confessou ter fornecido a conta ao casal Claudiane e Lourival. A partir das informações, os policiais civis conseguiram localizar os acusados no mesmo município. As investigações foram presididas pela Superintendência da Região do Araguaia Paraense, juntamente com policiais civis do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) Sul e das Delegacias da região, sob coordenação dos delegados Antônio Miranda, Rodrigo Motta, Thiago Belieny, Ricard Ribeiro e Pedro Andrade.
TRANSFERÊNCIA
Os presos foram transferidos na última quarta-feira (16) para o Presídio Regional de Redenção. Os presos Claudiane Novais dos Santos; o companheiro dela, Lourival Gomes dos Santos, vulgo “Louro”, e Maurício de Oliveira Pereira, marido de uma prima de Claudiane.
A vítima Maria Helena de Oliveira Godoy, 65 anos, foi sequestrada no último dia 8. A mentora do crime é a também professora concursada de Cumaru do Norte, Claudiane Novais dos Santos, era coordenadora no programa Mais Educação da Prefeitura de Cumaru do Norte, e chefe da vítima.
O corpo de Maria Helena foi encontrado em uma mata na estrada que liga as cidades de Conceição do Araguaia e Floresta do Araguaia, por volta de 10 horas, após as prisões dos acusados na última quarta-feira (16).
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs