Atualidade | 11/07/2019
Gás de cozinha vendido no Pará é o 7º mais caro do país, aponta Dieese
Xinguara é o município cujo o botijão é o mais caro do Estado
Uma pesquisa realizada pelo Dieese/ PA mostra que o preço do botijão de gás de cozinha de 13 kg vendido no Pará fechou o primeiro semestre em alta e é o sétimo mais caro de todo país. O preço médio do produto em junho foi de R$ 76, 67, com o menor preço a R$ 65 e o maior a R$ 100, comprometendo 7,68% do salário mínimo de R$ 998.
Na capital, Belém, no mês de junho, o preço médio do botijão de gás foi de R$ 69,31, com os preços variando entre R$ 65 a R$ 85. Entre os municípios paraenses, Xinguara foi o município que vendeu o botijão de gás mais caro, custando R$ 95,83; seguido de Paragominas, que em média comercializou ao custo de R$ 94; Redenção, com o preço médio de R$ 89,70; Itaituba, com o preço de R$ 88,50 e Altamira, com o preço médio de R$ 88,30.
Já entre os estados brasileiros, Mato Grosso foi onde se observou o maior preço médio do botijão de gás, comercializado a R$ 97,16; seguido do estado de Roraima, com o preço médio de R$ 84,22; estado do Tocantins, com R$ 81,46; Acre, com o preço médio de R$ 79,68; Rondônia, ao preço de R$ 79,18; Amapá, com o preço médio de R$ 78,20 e Pará, onde o gás custou R$ 76,67.
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs