Acontecimento | 07/06/2019
Procurador de Sta M.ª das Barreiras pede o retorno da balsa no Rio Araguaia
Comitiva com representantes da prefeitura de Santa Maria das Bareiras e de Araguacema, durante encontro para discutir plano de ação para retomada da balsa.
O serviço de travessia de balsa entre o município de Santa Maria das Barreiras, no Pará, e Araguacema, no Tocantins, está suspenso há quase três anos. O problema vem causando transtornos à população.

Para tentar resolver o problema, o procurador Jurídico de Santa Maria das Barreiras, Kallil Jorge, se reuniu com o governador Helder Barbalho nesta quinta-feira (6), em Redenção, e solicitou uma intervenção política junto ao Ibama para conseguir viabilizar a liberação do funcionamento da balsa o mais breve possível. Helder sinalizou de forma positiva e colocou o governo à disposição para solucionar o problema.

De acordo com Kallil, a balsa operou por mais de 10 anos até ser proibida pela justiça de continuar funcionando por conta de uma denúncia de que o município de Santa Maria das Barreiras estaria praticando extrativismo ilegal de areia. Além d
Reunião com autoridade do IBAMA em Brasilia. Procurador Jurídico, Kallil Jorge e demais represenrantes de Santa Maria das Barreiras juntamente com o Deputado Federal Cássio Andrade (PSDB).
isso, a balsa também estava com a documentação vencida na época, problema esse que já foi corrigido. Porém, o Ministério Público em Conceição do Araguaia exige a licença de operação no leito do rio Araguaia, que somente o Ibama pode expedir. “Nós demos entrada em Belém, no Ibama no estado do Pará que submeteu a Brasília, e lá em Brasília nós encaminhamos, juntamente com a empresa o pedido de licença de operação ou mesmo a pactuação para que o município possa expedir essa licença específica nesse mesmo trajeto para qualquer embarcação”, explicou Kallil, acrescentando que, o processo já tramita há mais de 100 dias.

TRANSTORNOS: Em virtude da suspensão do serviço, os moradores que se dirigiam a Araguacema pela balsa para realizar serviços bancários e outras atividades, estão sendo prejudicados. “Essa era a melhor via de acesso até Palmas e outros municípios do Tocantins, evitando uma rota de 250 km passando por Conceição do Araguaia e saindo por Paraíso”, diz.

Além disso, a falta do serviço impactou mais de 30% a economia do município de Santa Maria das Barreiras. São mais de 10 mil pessoas atendidas pela operacionalização da balsa. “Nós temos problemas de toda a ordem, desde mobilidade urbana à dificuldade de chegar produtos de consumo para a população daquela região. Isso afetou a qualidade dos produtos que chegam, o custo dos produtos de uma cesta básica aumentou mais de 20%. O botijão de gás que aqui em Redenção pode ser comercializado por até R$ 85,00, lá não sai por menos de R$ 100. Ou seja, numa economia fragilizada em que as pessoas têm pouca renda e baixa produtividade, quando você aumenta o custo de vida o impacto social é muito grande”, finalizou Kallil.
Paulo Carrion
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs