Polícia | 06/12/2018
FLORESTA DO ARAGUAIA: Polícia Civil investiga assassinatos com características de execução
Fim de semana sangrento na cidade de Floresta do Araguaia, no sul do Pará. Duas pessoas foram assassinadas a tiros, com características de execução. De acordo com a polícia, um dos crimes foi motivado por desavença e outro pode ter sido execução a mando do tráfico de drogas.
O primeiro homicídio aconteceu na noite do sábado (1), onde Odeon Dourado Campos, o “Dean” foi morto a tiros quando estava próximo à residência dele, localizada no Setor Vila Nova. O crime ocorreu por volta das 22 horas, quando a vítima retornava para casa. “Dean” ainda tentou se livrar do atirador correndo na direção da sua residência, mas a tentativa de fuga foi em vão. Ele foi atingido com um tiro no peito, dois tiros na parte superior da coxa esquerda e um projetil atingiu as nádegas da vítima, que ainda chegou a ser conduzida para o hospital municipal, onde já chegou sem vida.

De acordo com informações levantadas pela polícia, há pouco mais de dois meses a vítima teve uma desavença com um homem já identificado, onde chegou a ser jurado de morte pelo desafeto. Na discussão, o desafeto teria sido ferido a faca e jurou vingança. A polícia procura pelo suspeito.
Acerto de contas: A outra vítima foi o usuário de drogas Adriano da Silva Nunes, 23 anos, conhecido popularmente por “Gabiru”. Ele foi assassinado na noite do último domingo (2), por disparos de arma de fogo. O executor disparou quatro vezes contra o corpo da vítima que se encontrava na casa da namorada, no setor Aeroporto.

Segundo testemunhas, a vítima estava sentada em frente à residência conversando com a namorada, quando uma motocicleta parou e, o passageiro que estava na garupa da moto, desceu e foi na direção da vítima e efetuou quatro disparos de arma de fogo. Três tiros atingiram as costas de Adriano e o quarto tiro foi disparado na nuca da vítima quando está já estava caída.
Em seguida os criminosos fugiram em sentido ignorado. A Polícia Civil acredita que “Gabiru” foi executado a mando do tráfico de drogas, já que o mesmo era usuário de drogas e poderia estar devendo dinheiro para traficantes. A Polícia Civil investiga o caso. (Dinho Santos)
Dinho Santos
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs