Atualidade | 13/09/2018
Artigo "Sul do Pará" por Adriano Salomão Costa de Carvalho
“Vivenciamos uma época de profundas transformações. O período eleitoral é a oportunidade que temos para mudar, ou dar continuidade, a tudo que projetamos para o nosso futuro’’
Adriano Salomão Costa de Carvalho - Empresário
Somos formados por uma população trabalhadora e firmada na terra de onde tira seu sustento. Possuímos um comércio forte, somos ricos em minérios, nossa produção de grãos está em franco crescimento e nossa pecuária é invejável. Esse quarteto, Comércio-Minério-Agricultura-Pecuária, há décadas gera divisas para o Pará e para o Brasil.
O nosso Produtor é a única parte de toda uma cadeia de negócios incrivelmente lucrativa que não prospera no seu ofício. Fica com o trabalho mais pesado e não se sentará numa mesa de negócios como negociador. Não terá o respeito das entidades financeiras como um verdadeiro parceiro e nunca saberá de fato quem consome verdadeiramente o fruto do seu trabalho e nem o preço real que lhe deveria ser pago. Ele não verá a face do consumidor final.
A única parte nessa estrutura comercial que enriquece de fato são as organizações que se estabelecem no meio entre o Produtor e o consumidor, conhecidos popularmente como “atravessadores”. Eles repassam as mercadorias, frutos de colheitas sofridas, de mão em mão até que chegue de fato no final da linha para consumo. Alguns desses produtos, nessa passagem por atravessadores, sofrem aumentos de mais de 100% sobre o seu custo inicial, até chegar no destino final. Um comércio agressivo, injusto, ofensivo e desumano com a dignidade e a autonomia de cada Produtor que não possui o direito de definir seu preço, pois esse também lhe é imposto.
A busca de recursos para maiores investimentos em nossa região, é de fundamental importância para a criação de estruturas que nos possibilite negociar com preços justos, criar novos postos de trabalho, termos segurança, infra-estrutura, e desenvolvermos ações sociais que possibilitem uma melhor qualidade de vida para nosso povo.
A desburocratização em processos das lavras garimpeiras e mineradoras e a recuperação e construção de malhas viárias reduzirão custos e tempo do transporte gerando empregos, tranquilidade aos trabalhadores, conforto dos usuários além de movimentar e injetar recursos em nossa economia.

Viver com segurança
Tudo na Vida, tudo no Mundo está relacionado, correlacionado, direcionado, submetido, preso às diretrizes do Tempo. Uma força impositiva que não aceita reações, comparações e não possui adversários. Há somente uma outra força titânica, maior, que é a Vida. Na semente existem todas as expectativas da Vida. Um plantio de arroz leva de 100 a 140 dias, um de soja leva de 100 a 160 dias, uma macieira pode viver entre 50 e 80 anos, uma vinha mais de 100 anos, algumas oliveiras já possuem mais de 2800 anos.
Uma pessoa vive em média o peso da Sorte. Algumas não saberão sobre sua adolescência, outras não verão sua fase adulta, outras não comemorarão a entrada da terceira idade e tantas que terão o tempo de um respiro para marcar o tempo de chegar e partir.
Infelizmente a violência urbana, nos dias de hoje, é parte de nosso cotidiano nos dando a expectativa de vida do peso da Sorte. Um cotidiano que os governos, estadual e federal, se mostraram completamente incapazes de mudar ou de desenvolver ações que nos tragam alguma esperança futura. A cada dia nos sentimos menos seguros em transitar, estudar e trabalhar, mesmo dentro de nossas casas. O problema parece insolúvel.

Guarda Municipal
Uma das prioridades de Emerson Monsef na Assembleia Legislativa será a criação da Guarda Municipal em todos os municípios. Uma opção eficaz e rápida para que se contenha o avanço dessa escalada de violência que cresce descontroladamente. O raio de abrangência para identificação dos “foras da lei” será limitado em territórios menores, os municípios, facilitando a identificação dos “estranhos” à sociedade local.
O trabalho de policiamento ostensivo nas escolas, também proposto por Emerson, proporcionará que os jovens paraenses sejam preservados de aliciamento e que os professores possam exercer seu importante papel de prepará-los para conquistarem melhores oportunidades, lhes garantindo um futuro promissor.

Um representante daqui
Enquanto esteve à frente da COPNÉRIOS - Cooperativa dos Extratores de Minérios do Sul do Pará, Emerson Monsef conquistou melhorias para os trabalhadores ao defender a regularização da atividade garimpeira e maior agilidade nos processos de mineração. Participou ativamente na regularização de garimpos e de mineradoras e fortaleceu nosso comércio, optando por investir aqui mesmo a maioria dos recursos adquiridos. Essas ações nos proporcionaram, em época de crise total no País, crescimento e criação de novos empregos.
Com muito trabalho a ser feito para garantir que as engrenagens responsáveis para manter o estado no rumo certo em direção ao futuro, com condições de acompanhar os avanços desafiadores oferecidos pelo mundo contemporâneo e alcançar os melhores resultados almejados pelo povo paraense, é necessário que essa gente trabalhadora se disponha a lutar pelos interesses de quem não se abate por desafios e busque a materialização das conquistas voltadas a atender às necessidades da população. 
Sabemos que nada é conquistado de graça, e que o empenho e compromisso de um representante legítimo da região é fundamental para alavancar o crescimento de todo o estado, que contará sempre com nossa força. A força do Sul do Pará.
Precisamos de um representante legítimo. Alguém capaz de defender, trabalhar, olhar pela região e nos garantir que o governo do Estado mantenha o compromisso firmado de fornecer condições de melhoria de vida para a população local. Alguém que cobre o repasse desses recursos.
O compromisso de quem conhece a verdadeira realidade da região, não apenas de ouvir falar, mas por ser da localidade e ter aqui firmado a sua vida é o que credencia Emerson Monsef a nos representar no legislativo estadual.
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs