Atualidade | 02/08/2018
Campanha de vacinação contra o sarampo começa dia 6
A ação tem como alvo principal crianças de 1 a 5 anos de idade incompletos
O Ministério da Saúde inicia, na próxima segunda-feira (6), campanha de vacinação contra o sarampo em todo país. De acordo com o ministério, a ação segue até 31 de agosto e todos os postos de saúde do Brasil estarão abastecidos para a campanha nacional. A ação tem como alvo principal crianças de 1 a 5 anos de idade incompletos. Desde o último dia 23, o Pará antecipou a campanha contra a poliomielite e sarampo para a região oeste do estado devido à localização geográfica, próximo a Manaus (AM), que enfrenta um forte surto de sarampo.

Este ano, no Pará, já foram aplicadas 33.469 vacinas, que correspondem à primeira dose da tríplice viral (que protege contra sarampo, caxumba e rubéola), segundo informou a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa). Em relação à segunda dose da tríplice, já foram aplicadas 22.768 doses. Quanto à tetraviral foram aplicadas 23.402 doses. A meta para as vacinas (tríplice viral – duas doses – e tetraviral) é a mesma do calendário oficial de vacinação: mínimo de 95%. Durante a campanha, as crianças de 1 a 5 anos de idade serão vacinadas com prioridade. Mas isso pode mudar caso aconteça um caso suspeito no município.

A Sespa esclareceu ainda que as vacinas contra o sarampo estão disponíveis o ano inteiro nas Unidades Básicas de Saúde, porque as doses de tríplice viral e tetraviral compõem o Calendário Oficial de Vacinação. “Importante ressaltar que na rotina dos postos de saúde, estão disponíveis a vacina triviral (sarampo, caxumba e rubéola), para crianças de 12 meses, e a tetraviral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela) para crianças de 15 meses, ambas com dose única. Porém, em muitos municípios a cobertura está abaixo da preconizada pelo Ministério de Saúde (95%)”, disse a Sespa.

Segundo a coordenadora estadual de Imunização, Jaíra Ataíde, o objetivo é vacinar indiscriminadamente contra a poliomielite e sarampo as crianças de 1 a 4 anos de idade, para reduzir o risco de reintrodução do poliovírus selvagem e do sarampo no Estado. Para essa campanha, é usada a vacina oral (gotinha) contra a polimielite e a tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Ela afirmou que a campanha é destinada apenas às crianças de 1 a 4 de anos de idade.
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs