Acontecimento | 29/06/2018
Coisas da Política por João Carlos
SÓ PENSA NAQUILO
O ex-senador Mário Couto (PP) não pensa em outra coisa, a não ser em arrumar um candidato que tope ser a terceira via na eleição para o governo do Pará. O objetivo, claro, é viabilizar um palanque para dar sustentação à sua candidatura ao Senado.

SEM RUMO
Couto parece desconfortável em disputar a vaga de senador na coligação de Helder Barbalho (MDB), onde o PP está abrigado (pelo menos por ora). Um retorno ao ninho tucano, nem pensar, já que Couto saiu de lá brigado e, ultimamente, não tem feito outra coisa a não ser bater no governo de Simão Jatene (PSDB).

DEGRAU
Assim, Mário Couto busca alguém que tope servir de degrau para sustentar seu projeto de voltar ao Senado Federal. Primeiro, tentou convencer o deputado federal Arnaldo Jordy (PPS) a aceitar a missão, mas recebeu um não do parlamentar. Agora, Couto está entusiasmado com a possibilidade de lançar a ex-primeira-dama de Marabá, Bia Cardoso Salame, ao cargo.

MISSÃO (QUASE) IMPOSSÍVEL
Mas a tarefa de Couto é duríssima, já que tanto o deputado federal Beto Salame, presidente estadual do PP, quanto o ex-prefeito João Salame, irmão de Beto e marido de Bia, dificilmente vão aceitar a proposta do ex-senador. Arriscar numa candidatura de Bia ao governo não parece ser o principal projeto dos irmãos Salame para as eleições deste ano.

PRÉ-CANDIDATO
O lançamento da pré-campanha do deputado Márcio Miranda (DEM) ao governo do Estado, em Redenção, no último domingo (24), reuniu gente de todo o sul do Pará. Caravanas de quase todos os municípios da Região do Araguaia foram levar seu apoio ao candidato democrata.

CADÊ OS LIDERADOS?
Apesar do grande número de vereadores de Redenção no palanque de Miranda, o público da cidade era diminuto no salão da Maçonaria, onde ocorreu a reunião. A maioria esmagadora das pessoas ali era, inequivocamente, de outros municípios. Ou a mobilização local foi pequena, ou as lideranças redencenses não estão com essa bola toda.

SURPRESA
Uma das caravanas mais notadas no evento foi a de Água Azul do Norte. Isso porque o prefeito aguazulense, Renan Lopes Souto, é considerado um dos aliados mais fortes do vice-governador Zequinha Marinho, que hoje está pré-candidato a senador na chapa de Helder Barbalho.

VICE
Renan se fez acompanhar do vice-prefeito Nemésio Oliveira, o Netinho, aliado de primeira hora de Marinho e colega do vice-governador no corpo eclesiástico da Assembleia de Deus. Prefeito e vice são filiados ao PSC de Zequinha e estavam acompanhados de vereadores e de outras lideranças políticas de Água Azul.

COMPLICOU
Aí, na cabeça dos observadores mais atentos, surgiu a pergunta inevitável. Se Zequinha Marinho não conseguiu segurar nem mesmo os companheiros de partido no grupo de Helder Barbalho, com qual capital político o mesmo somará na coligação emedebista? Definitivamente, as coisas parecem não estar nada fáceis lá pelas bandas da Vice-Governadoria.

PREJUÍZO
No município de Rondon do Pará, na BR-222, há pelo menos três pré-candidatos a deputado estadual nas eleições deste ano. A cidade, na avaliação de um morador, corre o risco de ficar mais uma vez sem representante na Assembleia Legislativa, pela desunião de suas lideranças políticas.
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs