Polícia | 17/05/2018
SÃO FÉLIX: Ex-prefeito João Cléber é colocado em liberdade
Ex-prefeito João Cléber foi preso no dia 10 de abril deste ano
Depois de 31 dias no Centro de Recuperação Especial Anastácio das Neves, em Santa Izabel do Pará, na Região Metropolitana de Belém (RMB), o ex-prefeito de São Félix do Xingu, João Cléber de Souza Torres (MDB), ganhou a liberdade, na última sexta-feira (11). A prisão preventiva foi revogada pelo juiz da Vara de Combate ao Crime Organizado de Belém, Heyder Tavares da Silva Ferreira, que assinou o alvará de soltura atendendo a recurso impetrado pelo advogado Werbti Soares Gama.
Preso no dia 10 de abril deste ano, em São Félix, João Cléber é investigado pela Polícia Civil do Pará e pelo Grupo de Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Pará (MPPA), dentro da Operação Tetrarca, que apura crimes relacionados a supostos desvios de recursos do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI).
Por ocasião de sua prisão, Cléber afirmou que é inocente e que tudo não passa de perseguição política de adversários inconformados com o anúncio da pré-candidatura dele a deputado estadual. Em carta aberta divulgada pelas redes sociais (leia a íntegra no fim desta matéria), ele reafirma a tese de perseguição política.

Para o advogado Werbti Gama, a libertação de seu cliente é uma grande vitória. Ele disse não ter nenhuma dúvida da inocência de João Cléber e reafirmou a certeza de que, ao fim do processo, ficará provado que nenhuma ilegalidade foi cometida pelo ex-prefeito.
Mesmo em liberdade, João Cléber terá que cumprir medidas cautelares, impostas a ele pelo juiz da Vara de Combate ao Crime Organizado no despacho do alvará de soltura. Heyder Tavares determinou que o ex-prefeito está obrigado a comparecer a todos os atos do processo e a informar qualquer alteração de seus endereço residencial. Além disso, não poderá se ausentar da comarca de sua residência (São Félix do Xingu), por mais de oito dias, sem a prévia autorização do juíz e deverá estar em casa todas as noites, a partir das 22h, “salvo se vier a exercer trabalho noturno devidamente comprovado”.

O juiz também proibiu o ex-prefeito de entrar em qualquer órgão público municipal de São Félix do Xingu e no Cartório de Registro de Imóveis da comarca. Ele também não poderá manter contato, por qualquer meio, com os demais denunciados e testemunhas arroladas pelo Ministério Público no processo.
Os outros presos na Operação Tetrarca, todos ex-auxiliares na gestão de João Cléber na prefeitura, também foram colocados em liberdade. Evani Geraldo de Oliveira, ex-secretário de Finanças de São Félix; Ana Cláudia Rodrigues Feitosa, servidora do município; e Antônio Ribeiro Neto, ex -adjunto da Secretaria de Finanças, tiveram a prisão preventiva convertida nas mesmas medidas cautelares que o ex-prefeito.

JOÃO CLEBER PUBLICA DEFESA EM REDE SOCIAL

Prezados companheiros são-felenses, através deste meio de comunicação eu quero me dirigir a todos os senhores. Primeiramente, quero agradecer a Deus, a minha família, meu irmão Torrinho, que de forma incansável não mediu esforços para estar ao meu lado, meus amigos e ao Dr. Gama e demais advogados que nos ajudaram nessa situação.

Durante todo esse tempo trabalhamos de forma árdua e não procuramos outros meios para sair de forma rápida enquanto não conseguíssemos provar a minha inocência. Todas a acusações infundadas e maldosas que a mim foram dirigidas foram contestadas e hoje conseguimos provar a verdade. Hoje estou de cabeça erguida, moro em São Félix do Xingu há mais de 30 anos e não pretendo sair dessa terra.
Amigos , é certo que o sucesso sempre incomoda as pessoas! No momento em que anunciei que era pré-candidato a Deputado Estadual as perseguições chegaram.

Como gestor desse município, sempre trabalhei pela legalidade e não cometeria tamanha mazela, assim como disseram. Provei a minha inocência e continuarei morando nesse município e não hesitarei em ajudar aqueles que precisarem de mim.
Vamos continuar a busca por nossos ideais e lutarei pelo o que sempre quis para a nossa terra. Estarei sempre à disposição de todos, inclusive daqueles que me acusam, para eu possa provar o que eu sempre digo. Um grande abraço fraterno de João Cleber e família.”
João Carlos Rodrigues
Deixe Aqui Seu Comentario

Nome :

Email :

Captcha

Comentario :

Aviso Importante: Os comentários publicados não refletem a opinião deste site. Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores. Não serão publicados comentários totalmente em letras maiúsculas (caixa alta). O site reserva-se o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional também serão excluídos.

sites / blogs