| 24/12/2015
De BELÉM para o PARÁ 552
TIRA...
Sabe-se agora que as deputadas federais Elcione Barbalho e Simone Morgado (ambas do PMDB do Pará), ao votarem pela troca do ex (e agora atual) líder do PMDB na câmara, o carioca Leonardo Picciani, assim o fizeram como uma represália do senador Jader Barbalho para com a decisão de Dilma em retirar o porto de Vila do Conde, no Pará, da relação de terminais licitados na última quinta-feira.

...E COLOCA
Com a mudança, Dilma chamou o ministro dos Portos, Helder Barbalho (PMDB) para uma “conversa”. A tônica foi: “ou as duas votam pelo retorno do líder do PMDB ou o ministério sai da cota do senador paraense. Uma semana depois Picciani retornava como líder do PMDB, com os votos das deputadas paraenses.

PARTIDO B
Dilma apenas está no PT, mas na verdade o partido dela agora é o PMDB, pelo simples fato de destinar a maior parte dos ministérios para a legenda de Temer, Sarney, Renan e Jader, como uma forma de manter a “governabilidade” tão necessária para a presidente que ainda não disse pra que veio.

INTROMISSÃO
O apetite de Dilma em satisfazer o PMDB é tão grande que agora a mesma está, sob a orientação de Lula, na missão de fazer com que o senador Renan Calheiros, articule e saída de Michel Temer do comando nacional do PMDB, como uma forma de desmoralizar o seu vice-presidente.

DESGOVERNO
Como todos sabemos que Dilma ganhou as últimas eleições, graças ao arranjo do PMDB, inclusive entregando o comando das duas casas legislativas para o PMDB, com Renan e Eduardo Cunha no Senado e Câmara dos Deputados respectivamente, agora a mesma trata de governar os assuntos de interesse dos caciques. E o Brasil que se lasque! É o “jeito PT” de governar.

MÍDIA
Por outro lado o presidente nacional do PT, o intelectual, o mais sensato, o mais idôneo e mais transparente dirigente de um partido no Brasil, Rui Falcão, em depoimento à Polícia Federal (onde respondeu no processo sistêmico de distribuição de recursos ilícitos a agentes públicos, notadamente com a utilização de agremiações partidárias, em especial o PT, o PMDB e o PP) disse que “setores da mídia monopolizada e parte do aparelho do Estado capturado pela Direita’ tentam ‘criminalizar’ o PT”.

CARAVANA...
Por falar em mídia, está sendo trágico ler diariamente os dois maiores jornais do estado do Pará, O Liberal e Diário do Pará consumirem quase 30% de suas páginas com ataques viscerais, onde de um lado o Diário do Pará (de propriedade do senador Jader Barbalho) desfere sua fúria matinal contra o jornal dos Maioranas.

... QUE PASSA
E de outro lado O liberal que se utiliza de seus papéis (e outros veículos de comunicação de seu poderoso grupo) para responder com ataques na direção de Jader e Helder Barbalho, requentando as várias denúncias (principalmente contra o senador). O leitor paraense já está fadigado dessa guerra suja. A população do Pará merece um jornalismo mais sério.

EXEMPLO
Em compensação, em Belém, temos ainda o Jornal Pessoal, do sociólogo, jornalista e acadêmico de direito, Lúcio Flávio Pinto que nunca se curvou para a imprensa paga e mantém seu jornal quinzenalmente, com quatro prêmios Esso e dois Fenaj, da Federação Nacional dos Jornalistas, que em 1988 considerou o Jornal Pessoal a melhor publicação do Norte e Nordeste do país. Por seu trabalho em defesa da verdade e contra as injustiças sociais, recebeu em Roma, em 1997, o prêmio Colombe d’oro per La Pace. Em 2005 recebeu o prêmio anual do CPJ (Comittee for Jornalists Protection), de Nova York, pelas denúncias que tem feito em seu jornal, na defesa da Amazônia e dos direitos humanos.

ANO VELHO
2015 foi um ano de muita sujeira nos tapetes do Congresso Nacional, com vários “assaltos” da CELPA, metendo a mão no bolso dos consumidores de energia elétrica. Com vários engarrafamentos nas ruas de Belém, por conta da “gestão cobaia” da SEMOB. Desta forma esta coluna elege estes três grandes lesadores de nossa boa vontade, em 2015.

ANO NOVO
O colunista agradece a todos seus leitores, ensejando votos de sucesso, prosperidade, esperança e muita saúde para todos. Que todos tenham um 2016 abençoado por Deus.




Alvaro Maia
Veja Colunas Anteriores
De BELÉM para o PARÁ 557
De BELÉM para o PARÁ 555
De BELÉM para o PARÁ
De BELÉM para o PARÁ 553
De BELÉM para o PARÁ 551
De BELÉM para o PARÁ 550
De BELÉM para o PARÁ 543
De BELÉM para o PARÁ
De BELÉM para o PARÁ 539
De BELÉM para o PARÁ 538
« voltar
sites / blogs